Benefícios do Ômega-3

ômega-3

Presente em grandes quantidades nos peixes de águas profundas, o ômega-3 é uma gordura poli-insaturada que tem entre seus benefícios mais reconhecidos a proteção da saúde cardiovascular e cerebral.

Por não ser produzida pelo corpo faz o ômega-3 ser um nutriente essencial a saúde e o único jeito de ter ela no corpo é por meio da alimentação ou de suplementos especializados.

As gorduras têm um papel muito importante no corpo, elas são importantes fontes de energia, conferem sabor aos alimentos e são primordiais para a absorção, no intestino, das vitaminas (vitamina A, vitamina D, vitamina E e vitamina K), e não devem ser excluídas da dieta.

Entretanto, existem diversos tipos de gorduras. A gordura trans, por exemplo, é uma gordura não essencial. Ela é encontrada em alimentos industrializados. O excesso dessa gordura na alimentação pode acarretar em diversos problemas como doenças cardiovasculares, diabetes, entre outras doenças.

Porem, a gordura do ômega-3 é uma gordura poli-insaturada que é essencial ao organismo. Ela auxilia na redução e controle dos níveis de colesterol no sangue, ou seja, essa gordura contribui na redução do colesterol ruim (LDL) e no controle do colesterol bom (HDL). Por esse motivo faz essa gordura ser essencial na alimentação e o ômega-3 é uma das principais fontes dessa importante gordura.

Benefícios do ômega-3

A maneira mais fácil e barata de ingerir ômega-3 é através das cápsulas. Portanto, o consumo de cápsulas de ômega-3 pode ser facilmente ingerida na alimentação do dia a dia.

Pelos benefícios para o cérebro fazem as cápsulas serem uma ótima pilula da inteligencia.

O EPA (eicosapentaenoico) e DHA (docosahexaenóico)são encontrados dentro do ômega-3. Ambos são fundamentais para o desenvolvimento cerebral, eles ajudam na melhora da comunicação dos neurotransmissores.

O ômega-3 também faz bom para o coração. Ele ajuda regular a atividade das plaquetas sanguíneas, evitando coágulos de sangue, que podem levar a um AVC ou infarto. O consumo de ômega-3 também ajuda reduzir os níveis de triglicérides que é um tipo de gordura que é ruim para o organismo quando está elevada. E por fim, o ômega-3 ajuda a evitar arritmias cardíacas, estabilizando a atividade elétrica no coração.

O ômega-3 também é capaz de regular a pressão arterial. Ele evita a formação das placas de gordura na parede das artérias e garantir a flexibilidade das veias e artérias, afastando o risco de doenças como hipertensão, aterosclerose, infarto e derrames.

Assim como o goji berry o ômega-3 também ajuda melhorar a visão. O motivo é que ele participa do recobrimento da retina. Esta parte dos olhos tem o papel principal de transformar o estímulo luminoso em estímulo elétrico para o cérebro ser capaz de realizar o processo de enxergar.

O ômega-3 também pode ser um ótimo aliado contra a depressão. Isso porquê pessoas portadoras de depressão possuem níveis baixos de ômega 3 o que pode ocasionar a diminuição do número de funções de neurotransmissores e receptores. E a ingestão de ômega 3 melhora a fluidez das membranas que encapam as células nervosas e aumenta a produção de diversos neurotransmissores como serotonina, dopamina e noradrenalina, melhorando assim o humor e o bem-estar.

Apesar de ser um nutriente presente principalmente nos peixes. O ômega-3 também pode ser encontrado na linhaça e chia.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/17235-omega-3

Capsulas de goji berry emagrece mesmo?

O goji berry se tornou uma grande aliada para a luta contra o emagrecimento devido seus inúmeros benefícios a saúde.

Essa fruta é originária da Ásia onde se tornou mundialmente conhecida principalmente devido a sua função antioxidante.

Por ser de difícil cultivo no Brasil, ela é vendida por aqui somente desidratada ou em cápsulas.

E com isso muitas pessoas têm a dúvida se as cápsulas funcionam para o emagrecimento assim como a fruta em questão.

Afinal, as capsulas de goji berry funciona?

Goji berry em capsulasAs capsulas de goji berry tem o mesmo poder da fruta. Afinal, as capsulas são nada mais nada menos do que a fruta em pó. Exatamente por isso que as capsulas de goji berry emagrecem e funcionam.

Muitas pessoas tomam as cápsulas de goji berry pensando que está tomando algum remedio para emagrecer, porém nesse caso em um suplemento em pó.

E uma das diferenças do suplemento para o remédio é a prescrição médica, onde o segundo para sua compra é necessário apresentar uma receita médica. Além disso, remédios em gerais são considerados uma droga por possuir ingredientes que podem causar algum efeito colateral.

Uma grande vantagem das capsulas de goji berry é o preço, ou seja, consumir capsulas de goji berry podem ser muito mais barato do que consumir a fruta inteira ou desidratada.

Benefícios do goji berry

Existem muitos benefícios do goji berry e o principal deles é ajudar no emagrecimento.

Por ser rica em nutrientes essenciais ao corpo é capaz de diminuir a circunferência da cintura. O fruto também pode diminuir a quantidade de calorias consumidas por dia devido ajudar manter a saciedade.

Por ser rica em fibras faz com que o goji berry seja ótimo para o intestino, por auxilar na melhora na digestão.

Além disso, a fruta diminuir as celulites, por conter beta-sisterol que é um nutriente com ação anti-inflamatória que melhora a celulite, já que ela é caracteriza por uma inflamação.

Outro grande benefício do goji berry é a ação antioxidante. Isso faz a fruta ser ótima para a prevenção de doenças e para dietas desintoxicantes. Sua ação antioxidante também inibi a proliferação de células HeLa que é um tipo de células cancerígenas, ou seja, goji berry ajuda prevenir o câncer.

E por ser antioxidante faz o goji berry ser um ótimo alimento para dietas depois de cirurgias como a abdominoplastia e rinoplastia.

Por conter vários tipos de vitaminas faz com que o goji berry diminua o colesterol ruim (LDL) no corpo e aumente o colesterol bom (HDL), prevenindo assim as temidas doenças cardiovasculares.

O goji berry também é muito benéfico para o cérebro devido conter ácidos graxos essenciais que são necessários para a síntese de hormônios e regulam o funcionamento do cérebro e sistema nervoso. Um outro motivo que faz a fruta ser ótima para o cérebro é sua forte ação antioxidante que ajuda evitar problemas neurológicos.

Por ser rico em carotenoides faz com que a fruta melhore a visão. Além disso, o carotenoides presentes na fruta contribuem para a saúde da pele e fornecem uma fotoproteção adicional aos raios ultravioletas.

Cirurgia Plástica de Abdominoplastia: o que devo saber?

Continuando a minha série de cirurgias plásticas, hoje vou falar sobre a abdominoplastia.

Junto com a rinoplastia, a abdominoplastia é uma das cirurgias mais procuradas do momento.

Sobre a cirurgia

Cirurgia Plástica de Abdominoplastia

A abdominoplastia é uma cirurgia com objetivo de retirar o excesso de gordura e de pele do abdômen, com isso a barriga fica mais lisa e dura.

Mas como muitos pensam, a abdominoplastia não é para queimar gordura. Ela funciona melhor para mulheres que já estão próxima do peso ideal.

Para tirar a gordura a mais indicada é a bariátrica.

A abdominoplastia pode ser feita em mulheres e homens e, é especialmente indicada para quem perdeu muito peso ou após uma gravidez e ficou com a região da barriga muito flácida.

Importante: muitas pessoas que fazem a bariátrica, também já fazem a abdominoplastia.

A abdominoplastia é uma cirurgia que demora entre 2 a 4 horas e normalmente a cirurgia é feita com anestesia peridural e o internamento varia entre 2 a 4 dias.

Tipos de abdominoplastia

A abdominoplastia é dividida em vários procedimentos.

A escolha certa vai depender, basicamente, do estado em que se encontra o paciente quando faz a primeira consulta e é examinado pelo médico.

A miniabdominoplastia, por exemplo, é indicada para mulheres depois da gravidez que sentem a necessidade de dar uma melhora no seu abdômen. Esse tipo de procedimento a cirurgia é menor, o que faz a cicatriz ser pequena também. Além disso, o tempo de recuperação da miniabdominoplastia costuma ser mais rápido.

Já a abdominoplastia extensa ou circunferencial é indica para pessoas que já conquistaram um condicionamento físico ideal, e desejam realmente retirar o excesso de pele para melhorar mais ainda as medidas.

A abdominoplastia total, clássica ou completa já é uma cirurgia, como o nome já diz, completa. Ela é indicada principalmente para pessoas que possuem flacidez por uma maior região, em que o excesso de pele se estende aos quadris e nas partes laterais e inferiores das costas.

Recuperação

O período da recuperação da abdominoplastia varia de pessoa para pessoa. E principalmente por que cada procedimento é realizado de uma forma diferenciada, assim atingindo de forma diferente ao paciente.

Mas no geral, a recuperação pode durar em média de 2 a 5 semanas.

Vale destacar que a cicatriz depende muito do procedimento realizado. Na miniabdominoplastia, por exemplo, é feita um corte pequeno e com isso a cicatriz é menor quando se comparada a abdominoplastia total onde o corte é maior.

Mas vale destacar que os cirurgiões sempre buscam deixar as cicatrizes menos evidentes possíveis, para que os pacientes não se sintam desconfortáveis ao usar roupas de banho, por exemplo.

Informações relevantes

O valor da abdominoplastia depende de fatores como honorários do cirurgião e do hospital, medicamentos e anestesia necessária e exames necessários. Mas em média, a abdominoplastia custa de R$ 3.000 à R$ 12.000.

A abdominoplastia é um procedimento altamente individualizado e você deve fazê-lo para si mesmo, não para satisfazer os desejos de outra pessoa ou para se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

Tenha em mente que a cirurgia de abdominoplastia têm riscos como cicatrizes desfavoráveis, sangramento (hematoma), infecção, acúmulo de líquido (seroma), riscos anestésicos, má cicatrização, necrose da pele, despigmentação da pele e/ou inchaço prolongado, assimetria e possibilidade de novo procedimento cirúrgico.

Vale destacar que após a cirurgia, curativos ou bandagens podem ser aplicados sobre as incisões e você pode ser envolto em uma bandagem elástica ou compressão para minimizar o inchaço e sustentar os novos contornos do abdômen à medida que cicatrizam.

Cirurgia Plástica no Nariz: o que devo saber?

Hoje vou falar de um assunto que interessa muito as pessoas desse blog.

Vou falar sobre a cirurgia plástica no nariz.

Muitas pessoas estão buscando sobre esse tipo de cirurgia e se deparam com muita pouca informação.

Sobre a cirurgia

Cirurgia Plástica no Nariz

A cirurgia do nariz é chamada de rinoplastia.

Essa cirurgia é indicada para correção estética do nariz e melhorar problemas funcionais como o desvio de septo.

Essa cirurgia é feita especialmente por pessoas que estão insatisfeito com o formato natural do nariz, com a rinoplastia é possível aumentar ou diminuir o nariz, dar projeção à ponta, afinar as asas nasais e até diminuir a giba óssea, que é com os médicos chamam o “osso” ou “calo” do nariz.

Tipos de rinoplastia

Basicamente existem duas técnicas usadas para a rinoplastia: a aberta e fechada. Embora alguns médicos prefiram a técnica aberta porque ela permite uma melhor avaliação do osso e da cartilagem nasais, ambos os tipos de procedimentos podem produzir resultados excelentes.

A rinoplastia aberta é feita uma pequena incisão na base do nariz, entre as narinas, e na parte interna de cada narina. O procedimento de rinoplastia aberta pode durar cerca de duas a quatro horas. Antes do início do procedimento, a área a ser operada será limpa e um anestésico será administrado.

Já na rinoplastia fechada o cirurgião realiza a cirurgia às “cegas”, através de um túnel formado até a região do nariz a ser alterada. As incisões ficavam todas dentro do nariz. Os pontos positivos desse procedimento é a recuperação é mais rápida, já que não foram feitas incisões.

Além disso, durante a cirurgia de rinoplastia fechada o cirurgião saberá como o nariz ficará depois da cirurgia.

Desvio de septo

Existem também a cirurgia de nariz – desvio de septo. Ela é conhecida pelo nome de septoplastia.

Caso você não saiba, o septo nasal é a estrutura que divide por dentro as duas fossas nasais. Quando por algum motivo o septo não está centrado ele se torna um obstáculo para a passagem de ar, dificultando a respiração.

É importante alertar que nem todo mundo que possui desvio de septo deve fazer a cirurgia. Somente com uma análise detalhada do médico que é possível identificar se o paciente deve ou não operar.

Escolhendo o cirurgião

É muito importante na hora de escolher um cirurgião que ele seja especialista em cirurgia plástica no nariz.

Além disso, você deverá se atentar se o profissional participa de congressos e eventos sobre rinoplastia. Com isso você garante que o cirurgião está 100% atualizado.

Além disso, o cirurgião deve estar registrado na SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e